logo
/

Programa de despoluição do rio foi tema de palestra no Comdema

 

1

O Programa de Despoluição do Rio Sorocaba, desenvolvido pela Prefeitura, por meio do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), foi tema de palestra em mais uma reunião do Conselho Municipal de Desenvolvimento do Meio Ambiente (Comdema), em encontro realizado na tarde desta quarta-feira (19), na Escola de Gestão Pública, no Alto da Boa Vista.

Apresentada pelo engenheiro Mauri Gião Pongitor, engenheiro da autarquia que vem acompanhando e participando do programa desde o seu início, a palestra abordou os diversos aspectos do complexo de obras executadas ao longo das últimas duas décadas, e que permitem coletar, afastar e tratar mais de 90% de todo o esgoto produzido na cidade, por meio da infraestrutura atualmente instalada.

 

A explanação começou com a demonstração do planejamento do trabalho iniciado no ano 2000, desde os planos diretores da autarquia estabelecendo a expansão do sistema de esgotamento sanitário de Sorocaba, as obras previstas, os processos de tratamento possíveis de serem utilizados, custos e investimentos, e os licenciamentos ambientais necessários.

Posteriormente, o engenheiro da autarquia apresentou as características do sistema que foi projetado, com as vazões das sete Estações de Tratamento de Esgoto implantadas – ETEs S-1; S-2, Pitico, Itanguá; Aparecidinha; Quintais do Imperador e Ipaneminha – sendo planejadas em primeira e segunda etapas, de acordo com a projeção de evolução populacional de suas respectivas bacias.

Para melhor dimensionar a extensão do trabalho desenvolvido pela autarquia por meio do Programa de Despoluição do Rio Sorocaba, a palestra apresentou os quadros demonstrativos do volume de esgoto tratado mensalmente em cada uma das unidades de tratamento de esgoto atualmente em operação, que nos primeiros seis meses desde ano somaram um total de 20,7 bilhões de litros, possibilitando a devolução para o rio Sorocaba de um efluente livre – em média – de mais de 90% da carga orgânica contida no esgoto que entrou nas estações.

Dentre os diversos questionamentos, curiosidades e comentários apresentados pelos membros do Comdema presentes à palestra, destaque para a observação do engenheiro agrônomo Clebson Aparecido Ribeiro, que lembrou: “O que é um sonho para o Brasil em se tratando de infraestrutura de sistema de saneamento, em Sorocaba já é realidade”.